domingo, 25 de novembro de 2012

Carta [desabafo] que eu gostaria muito de entregar ao vizinho do apartamento próximo ao meu:


Querido vizinho,
primeiramente, eu gostaria que você refletisse sobre a seguinte questão: Porque raios você acordou pensando que os os moradores do 4º andar do Bloco A deste condomínio querem ouvir Djavan em um volume extremamente alto?
Não lhe parece um pouco de egoísmo seu forçar-nos a ouvir o que você quer. Quer ditar seu gosto musical? Só pode ser, pois tenho a mais absoluta certeza de que, se você baixasse pela metade o volume, ainda conseguiria escutar a música perfeitamente.
E o mais importante, estaria respeitando os demais vizinhos que não conseguem sequer ouvir o som de sua televisão, de seus pensamentos, ou que, como eu, só têm o fim de semana para estudar e não estão podendo, porque você resolveu que todos nós deveríamos ouvir  os seus gostos musicais.
Sim, eu gosto de Djavan, mas você, além de escutá-lo num volume absurdo – que, certamente, faz que a paz que essas canções geralmente transmitem desapareçam – fica trocando as músicas na metade a todo o momento!  
Meu caro, a tecnologia atual está imensamente avançada. Se eu quiser ouvir Djavan – tenha certeza – eu baixo todas as músicas e ouço, de forma a não atrapalhar o sossego alheio.
Se ainda assim, achar que estou equivocada e que você tem o direito de ouvir música alta, mas tem bom senso e concorda comigo que há certo desrespeito aos vizinhos, eu tenho a solução: fones de ouvido! Sim, com eles você pode estourar seus tímpanos à vontade, ninguém se incomodará, acredite.
Só quero um mínimo de silêncio para estudar neste domingo de sol. Mas, atualmente, parece-me que até mesmo pedir pouco é pedir demais.

Um comentário:

Janice Salaberry disse...

Oi Viiivs! Tu estar sumida do blog me parece significar que tu estas "muy bien" e isso me deixa muito feliz. Poréééém, saudade de ler teus textos engraçados!

Beijos!

p.s.: agora eu é que faço terapia online:http://euforiaatelie.blogspot.com.br/